Quinta-feira, 11 de Julho de 2013

O RESPEITO PELO PRÓXIMO

 

 

 



O RESPEITO, DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS


"Respeitar em cada homem o homem, se não for aquele que é, pelo menos o que ele poderia ou deveria ser."

 

Quando alguém é castigado e fica em situação de impedimento, não se discute a legitimidade do castigo, alegando exagero por parte de quem castiga, pelo facto do elemento impedido se ter posicionado apenas alguns centímetros à frente da linha do recomendável. À luz da realidade como esta, fica muito difícil entender por que motivo toda a Associação ficou calada, notoriamente, diante do facto de quem tem que executar a justiça ter reconhecido os abusos cometidos.

Alguns até podem considerar um absurdo e colocar “em xeque” a legitimidade da punição. Mas, com toda a certeza, os que assim pensarem jamais devem ter considerado absurdas as prevaricações dos elementos punidos, ocorridas de forma frequente. Diante disso, fica no ar a seguinte pergunta: afinal, os rigores de punição impostos não deveriam ser aplicados?

Deveriam ter pensado nisso antes e saber exactamente onde parar, pois o respeito que é algo muito valioso, se não o conquistaram, acaba sempre virando-se contra eles próprios ou mesmo contra alguém, que na maior parte das vezes até simpatizamos.

Haja respeito.

Confesso que para mim é ter integridade, ser sincero porque respeito é amor.

Os homens que se dizem ser os mais respeitados e ilustres, nem sempre são os mais respeitáveis. O não ter respeito por alguns Fraternos é procurar, como a morte ou a destruição de todos.

Acho que muitas vezes se confunde "frontalidade" com "irresponsabilidade" e "coerência" com "demagogia". Penso que devia haver sempre a mesma lucidez, para não sermos facilmente apanhados em incoerências graves, muitas vezes com o tal tom "frontal" que só existe pela inconsequência própria de quem não está no poder.

A procissão ainda vai no adro mas, com alguns andores…

E, se na realidade a procissão não chegar a sair do adro???...

Muitas iniciativas frenéticas nunca saíram do adro e foram transformadas em ideias menos peregrinas.

Não temos uma vida de sonho, mas temos uma vida muito colorida…, somos nós que a pintamos.

 

 "Não quero que me respeitem a mim, quero que respeitem a honestidade do meu trabalho"




publicado por fna-nucleodaborralha às 13:00
link do post | favorito

.mais sobre mim



.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


.posts recentes

. 62º ANIVERSÁRIO DA FNA

. SEMANA SANTA

. A DESILUSÃO

. BOAS FESTAS

. "SOUTO DO RIO"

. INICIO DE ACTIVIDADES DO ...

. "Souto do Rio" Nº 15

. Boas Festas e Bom Ano Nov...

. 23. ABRIL - DIA DE S. JOR...

. A TODOS BOA PÁSCOA!!!

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Dezembro 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds